DIA DA ÁGUA

Em comemoração ao Dia da Água a Secretaria de Agronegócio e Meio Ambiente juntamente com a Secretaria de Educação do Município de Redenção da Serra programaram uma Visita na Usina da CESP em Paraibuna. Nessa data os alunos assistiram palestras sobre simulado de chuva (solo protegido e solo desprotegido), fizeram trilha na mata, visitaram o viveiro de aves, realizaram soltura de peixe; o surubim-do-paraíba, plantaram mudas nativas de nossa região e tiveram a oportunidade de conhecer a Barragem.

Foi um dia bastante produtivo onde os alunos tiveram aulas praticas sobre a importância das plantas para a preservação da água e do solo, a importância das aves para o reflorestamento e conheceram a barragem que mudou a história de nossa cidade.

Eu sou... o surubim-do-paraíba!

(e fui lindamente ilustrado pelo amigo Oscar Shibatta) 

Já ouviu falar de PAN? Nunca? Poxa... mas eu vou explicar: Eu faço parte de um Plano de Ação Nacional para a Conservação das Espécies Ameaçadas da Bacia do Rio Paraíba do Sul. Chamamos esse Plano de PAN PARAÍBA DO SUL e ele existe desde 2010.  O PAN é coordenado por um centro de pesquisa do governo, o CEPTA, que fica em Pirassununga, SP. Esse centro pertence ao ICMBio – Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, e se preocupa justamente em realizar ações para recuperar espécies ameaçadas de extinção. Por isso eles estão preocupados comigo! Uma das principais ações é me colocar de volta nos rios de onde eu desapareci por causa da grande degradação ambiental da bacia do rio Paraíba do Sul. Para isso, eu preciso ser produzido em cativeiro, em estações especializadas e muito criteriosas. O pessoal do Projeto Piabanha e da CESP, com o apoio de pesquisadores da UMC e UFRJ, sabem fazer isto direitinho!  Se você quiser saber mais sobre  as ações desse PAN e sobre mim, faça uma visita: http://www.icmbio.gov.br/portal /faunabrasileira/plano-de-acaonacional-lista/146-pan-paraibado-sul  Foi um prazer me apresentar! 
Sr. Surubim-do-paraíba, março/2017 

Meu nome de batismo, em latim, é mais complicado – Steindachneridion parahybae, e fui descrito por um cientista chamado Steindachner em 1877. Não sou tão jovem, mas continuo um galã! 
Eu vivo na bacia do rio Paraíba do Sul, uma região bastante importante para o Brasil, pois abrange parte dos estados de SP, RJ e MG. Só existo aqui, por isso dizem que sou “endêmico”.  
Sou um bagre e posso crescer até uns 70 ou 80 cm; meu peso não vou revelar porque é deselegante! Já acreditaram que eu pudesse fazer migrações para me reproduzir, mas na verdade eu não gosto muito de me mexer, não. Gosto mesmo é de ficar num poção, perto de uma correnteza mais forte, sem muita perturbação.  
No passado, éramos muitos; até me pescavam, acredita? Hoje a situação é bem diferente, sou uma espécie ameaçada de extinção... Posso desaparecer completamente se nada for feito, minha condição é considerada muito delicada...   
A notícia boa é que um monte de gente está tentando me ajudar. Fizeram até um PLANO só para isso (tá na faixa azul ao lado, espia lá!).  Mesmo assim, eu preciso da ajuda de muito mais gente!  
No fundo, qualquer pessoa pode me ajudar de algum jeito: quem mora na mesma bacia que eu pode também conservar a água e os rios onde vivo, jogar o lixo no lugar certo, cobrar das prefeituras que prestem atenção ao meio ambiente. E o principal: se por acaso me encontrar no meio de uma pescaria, solte-me, pois é muito importante que eu continue no rio e tenha oportunidade de me reproduzir e gerar meus filhotes! 
Olha só quanta coisa dá para fazer, e sem gastar nenhum centavo!  

E aí? Topa me ajudar? =) 

Folhetim PAN (01) 2017 Autoria: GAT PAN-PS

PREFEITURA MUNICIPAL DE REDENÇÃO DA SERRA
Rua XV de Novembro, 829 - Redenção da Serra-SP
CEP: 12170-000

TEL: (12) 3676-1282
       (12) 3676-1600

ATENDIMENTO - SEG. À SEX. - DAS 08:00HS AS 17:00HS

  • w-facebook